Reforma política não é para você!

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que será responsável pela “Reforma Política” esta sendo voltada esta semana. Ela prevê o “distritão” para 2018 e 2020. Nesse modelo, cada estado (para deputado estadual e federal) ou município (para vereador) vira um distrito eleitoral e são eleitos os candidatos mais votados. Não são levados em conta os votos para o partido ou a coligação. A medida é ruim porque fortalece os políticos já estabelecidos que terão maior influência na escolha das candidaturas, afinal, os partidos irão lançar menos candidatos do que antes. No modelo atual, os votos de um deputado estadual não eleito, irão ajudar a legenda dos outros candidatos do partido. Neste novo modelo de “distritão” os votos dos não eleitos serão perdidos, então os partidos irão lançar o mínimo necessário de candidatos apenas, e focar na campanha desses poucos nomes. Esta manobra irá garantir uma GRANDE VANTAGEM nas eleições de 2018 para os atuais parlamentares.

Quero deixar claro que minha opinião é que deveríamos ter o voto distrital como principal sistema de escolha, isso baratearia as campanhas e faria com que candidatos competissem em condições semelhantes. No caso do voto distrital, a votação para deputado estadual e federal fica restrita apenas ao distrito, ou seja, a alguns municípios. Dessa forma, o candidato irá fazer campanha próximo de sua residência, e não precisará ir buscar votos no estado todo. Isso barateia a campanha e faz com que candidatos com poucos recursos façam uma campanha em condições mais próximas do que aqueles com muitos recursos. É uma maneira de baratear as campanhas caríssimas que temos visto nos últimos anos.

Uma pequena esperança neste sentido é que o voto distrital misto esta previsto para 2022. Neste sistema metade das vagas vão para o voto distrital e a outra metade para um voto proporcional, em uma lista de candidatos do partido. Neste caso, ao menos metade das vagas ficam no sistema distrital.

Mas o maior escândalo é o fundo eleitoral sugerido: o projeto previa um repasse para as campanhas de 0,5% da receita bruta do governo em 12 meses, o que corresponderia a R$ 3,6 bilhões em 2018, ficando até mesmo fora do teto constitucional para as despesas federais. Contudo, devido as manifestações negativas em redes sociais e da população em geral, ganhou força nos últimos dias o entendimento para retirar o montante do texto e deixar que o Congresso defina os valores do fundo no ano anterior a cada eleição. Mas isso pode ser pior, já que o valor pode ser ainda maior que os já absurdos 3,6 bilhões sugeridos originalmente.

A população precisa acompanhar mais de perto o que ocorre no congresso.

Vicente Cândido (PT-SP), relator da reforma política, chegou a incluir uma proposta absurda que por pressão já foi retirada. O que era tal proposta? Era alterar dos atuais 15 dias para 8 meses o prazo que impedia um candidato de ser preso, isso mesmo, hoje já esta em vigor uma lei que eu acho inadequada que proíbe a prisão de um candidato até 15 dias antes da eleição. Eram esses 15 dias que o relator Vicente Cândido queria subir para 8 meses. A emenda foi até apelidada de emenda Lula, por que a leitura era clara que favoreceria muito o ex-presidente, já que não poderia ser preso a partir de fevereiro até outubro de 2018 se candidato fosse. Portanto, por pressão popular inclusive, a emenda foi retirada e nem irá para votação.

Outro absurdo que também o já famoso deputado Vicente Cândido do PT inclui (e já retirou) foi a doação oculta de pessoas físicas para campanha. O relator Vicente Cândido ainda ampliou os limites para que pessoas físicas possam financiar candidatos. Será possível doar para cada cargo em disputa até 10% do rendimento bruto recebido no ano anterior à eleição ou dez salários mínimos, o que for menor. E esta doação poderia ser oculta, por opção do doador. Neste caso apenas os órgãos de fiscalização iriam ficam sabendo o CPF de quem doa. Ainda bem que também não passou afinal, estavam até dizendo que isso iria favorecer o fluxo de recursos não contabilizados para as campanhas… alguém duvida? Lembrando que quando falo em recursos não contabilizados pode ser dinheiro de propina, ou jogo do bicho, ou ainda outras atividades não lícitas tipo tráfico de drogas mesmo.

Termino este pequeno texto com uma pérola criada hoje do ministro do STF e presidente do TSE Gilmar Mendes, aquele que não se acusou como impedido e mandou soltar o empresário cuja filha teve o próprio Gilmar Mendes como padrinho de casamento. Só no Brasil que compadre solta compadre. Mas a pérola não é essa. A pérola que foi dita pelo nosso Ministro Gilmar Mendes referente ao fundo de R$ 3,6 bilhões é: “Este fundo que esta provocando tanta revolta, crítica, pode ser insuficiente”.

Pra mim insuficiente é a falta de noção desse pessoal! Abraços!

Dinheiro pra Carnaval?


É muito importante entender que o dinheiro que vem para o Carnaval não pode ser aplicado na saúde e na educação. Leia até o fim e Tenho certeza absoluta que vai concordar comigo.

Para entender melhor vamos separar as fontes de recursos.
Fonte 1. A lei Rouanet é um recurso Federal que se não vier pra cá vai para outra parte do Brasil e não pode ser aplicado no município. Além disso é recurso para cultura que envolve pinturas, esculturas, teatro, cinema, carnaval, qualquer outra manifestação cultural, etc. Não pode ir para saúde nem educação. Esse recurso você concorda que tem que ser buscado para ser usado para o Carnaval de Joaçaba certo?
Fonte 2. Recurso de fomento cultural do Governo do Estado. Esse ano o Governo do Estado “deu a volta” em Joaçaba e em outros municípios e apesar de ter liberado perto de 4 milhões para o carnaval do estado, os municípios no total de 5 só “quiseram pegar” R$ 300 mil, pouco mais de R$ 50 mil de média cada um. Isso porque o governo não deu prazo suficiente pra licitar e só os prefeitos que aceitaram ter um possível processo pela lei de responsabilidade fiscal é que pegaram dinheiro. Esse recurso você concorda que tem que aplicar no carnaval de Joaçaba certo? Pois se não vier para Joaçaba vai ser aplicado em Cultura em outro município de Santa Catarina. Portanto, também como o item 1 não poderá ser aplicado em saúde nem em educação.
Fonte 3. São recursos municipais de Joaçaba que neste ano totalizaram R$ 600 mil e que se não forem aplicados no carnaval poderão ser aplicados em saúde e educação. Esses Eu também sou contra de que seja aplicado no carnaval. Eu já conversei com todos os responsáveis manifestando que temos que zerar ou diminuir bastante para o ano que vem. Essa é minha posição na Câmara de Vereadores. Mas este ano o correto foi passar os recursos porque já tinha sido combinado ano passado e seria muita sacanagem com as escolas de samba chegar na última hora e dizer que elas não iriam receber esses R$ 200 mil cada uma. Importante: tem escola em Joaçaba que gasta bem mais de 500 mil pra entrar na avenida.
Fonte 4. Recursos privados. Sabemos que tem muitos grandes empresários em Joaçaba que aplicam verdadeiras fortunas no carnaval. Estão de parabéns! A cidade agradece, e muito. Mas é fato que se dependermos apenas de recursos privados de quem gosta do carnaval e não usarmos a Fonte 1 e a Fonte 2 ficará impossível manter uma festa de alto nível. Só a título de informação a estrutura da Avenida para os dois dias com arquibancada, pinturas, segurança, banheiros, iluminação, som, etc, custa mais de R$ 700 mil. Não é barato.
Em resumo:
O sonho que não é possível é usar apenas a fonte 4. Recursos privados são necessários mas não vão pagar toda conta. Não usar a Fonte 1 e a Fonte 2 na minha opinião é tolice porque se não vier para Joaçaba vai ir para alguma outra festa fora de Joaçaba.
Este ano o prefeito fez bem em não pegar os recursos da fonte 2 que viriam do Estado. Os recursos da Fonte 1 Lei rouanet, foram utilizados e por isso que tinha ingressos gratuitos para quem comprovasse baixa renda.
Aqui cabe um destaque para o deputado Jorginho Mello que botou o projeto da Lei Rouanet em baixo do braço e bateu de porta em porta em Brasília até o projeto ser liberado. Este ano não teríamos a Lei Rouanet e também por consequência o Carnaval por conta de prestações de contas mal feitas de anos passados.
Outro detalhe é que os ingressos gratuitos ficavam em algumas arquibancadas. Uma delas era a arquibancada na frente do Bradesco e estava com metade da lotação no primeiro dia. As pessoas não sabiam que podiam ver o carnaval de graça ou não se interessaram. Mas foi dado o carnaval de graça para as pessoas sim.
 É importante lembrar que o projeto da Lei Rouanet não é dinheiro dado pelo governo pois ainda é preciso captar os recursos com empresas que vão receber descontos nos impostos. É por isso que neste início de abril de 2017 ainda tem R$ 500 mil para pagar da festa. Isso ocorre porque ainda não se consegue seguiu captar todos os recursos previstos no projeto dá Lei Rouanet. Mas está a caminho!
Penso que muitas pessoas falam do Carnaval sem entender essas quatro fontes de captação de recursos e isso é fundamental para entendermos esse problema complexo e ajudarmos a resolver. Por favor ajudem a espalhar essas informações.
Porque eu concordo plenamente que se os recursos do carnaval viessem apenas da fonte 3 que são recursos municipais então EU SERIA CONTRA o carnaval para poder aplicar isso em educação, saúde ou na infraestrutura do município.
Acesse meu blog www.ANTONELLO.com.br
Forte abraço e vamos juntos tentar melhorar as coisas.

Nossa carne é forte e segura!

A Polícia Federal merece todo o nosso respeito e admiração, tem feito um trabalho excelente apoiando as ações do Ministério Público e do Judiciário na Operação Lava-Jato, portanto, é difícil condenarmos uma ação como essa da operação “Carne Fraca” pois é claro que os corruptos precisam ser colocados na cadeia, sejam políticos, fiscais, executivos ou empresários.

Contudo, a crise de imagem a qual a agroindústria brasileira foi exposta é desnecessária. Até onde ví os problemas são pontuais e desconectados. Não justifica uma operação única que é a maior da história da Polícia Federal com mais de mil agentes nas ruas fazendo buscas e apreensões, dado o que foi divulgado.

É importante lembrar que o Brasil é primeiro no ranking em exportação de aves e bovinos e um dos primeiros em suínos. Nosso frango é exportado para 150 países, somos líderes mundiais há 10 anos nesse setor. No Brasil a Agroindústria gera 12 bilhões de dólares ao ano, ou quase 40 bilhões de reais.

Pra nós de Santa Catarina é ainda pior! A agroindústria representa perto de 30% do PIB Catarinense, ou seja, quase um terço da nossa economia depende disso. Dessa forma, a confiança abalada, mesmo que de forma injusta, demora pra ser reconquistada. E custa caro!

A forma com que a Polícia Federal divulgou a operação e o fato de ser a maior operação da história em número de agentes, automaticamente gera a preocupação de que o problema É MUITO GRANDE! Mas indo um pouco mais a fundo vemos que são problemas isolados e principalmente nós de Santa Catarina não temos nada a ver com isso.

O uso de carne de cabeça de porco em embutidos é permitida por lei em produtos previamente cozidos, como mortadela e salsicha. Em linguiça de churrasco, a chamada linguiça frescal, o uso não é permitido justamente porque ela não passa por cozimento. Foi essa irregularidade que a PF viu no áudio. A situação irregular é no Frigorífico Peccin que é a única unidade de Santa Catarina com esse problema e poderia ser identificada e punida individualmente. Não vejo nenhuma ligação disso com as empresas maiores com o a BRF por exemplo.

Já o alarme sobre o uso de conservantes cancerígenos por exemplo, é equivocado no sentido de que tais produtos são autorizados para uso em alguns produtos. O ácido ascórbico é a vitamina C. Na norma brasileira, não há imposição de limite ao uso de vitamina C. E convenhamos, quase tudo faz mal, veja o caso da Caramelo IV na Cola-Cola, pesquise pra ver.

E a história do papelão na carne é o maior dos absurdos! Existem um monte de outros produtos que podem ser adicionados na carne para dar peso que não fazem mal a saúde como por exemplo a proteína de soja. Colocar papelão na carne não faz sentido. O áudio interceptado diz respeito a embalagem, ouça o áudio pra você ver…

A divulgação dessa operação do jeito que foi feita, automaticamente exigiu uma resposta das nações importadoras do produto brasileiro.  Se você fosse o responsável pela importações na União Européia e vendo o noticiário o que você faria depois de ver que o Brasil fez a maior operação da história da PF por causa das irregularidades na carne brasileira? Eu faria o seguinte: Primeiro bloqueia tudo, pra depois ir conversar e ver se é verdade… e o que foi que realmente ocorreu.

Alguns dos maiores importadores de carne do Brasil anunciaram na segunda-feira, 20/03, restrições à compra do produto dentre eles a União Europeia, China, Coréia do Sul e Chile. Felizmente, hoje (terça, 21) A Coreia do Sul já voltou atrás.

Além disso, os números falam por sí só! Veja:

Existem 4.850 unidades de processamento de carnes. Apenas 21 estão sob investigações o que dá 0,43% do conjunto todo e apenas 3 estão com interdições o que representa 0,06% do total.

Então a maior operação da Polícia Federal com mais de mil agentes nas ruas executando mais de 300 mandados de busca e apreensão resultou em 0,06% das fabricas interditadas. Fiquei feliz, isso significa que nossa carne não é fraca, pelo contrário, é muito segura. Nossa carne é e vai continuar sendo uma das melhores do mundo!

Notícias da Agência de Notícias da Câmara de Vereadores de Joaçaba

Além de estar trabalhando em projetos de maior impacto para o município como a Lei de Inovação, nova proposta de lei do IPTU e nova lei das parcerias público privadas, o vereador Ricardo Antonello está acompanhando de perto pequenos problemas do município através de visitas que faz aos bairros e de conversas com líderes comunitários. Dessa forma, diversas pequenas melhorias estão sendo solicitadas pelo vereador.

No caso da Rua Augusto Arbugeri, a via recebeu pavimentação e em breve será inaugurada, porém, veículos de carga ou pesados não podem transitar na via. Justamente para evitar que algum motorista tente passar pelo local e tenha problemas, o vereador Antonello sugeriu, através de Indicação, que a prefeitura construa portais nos dois acessos com o objetivo de limitar o tráfego destes veículos. A sugestão veio dos próprios moradores.

Em uma segunda Indicação ele sugere que seja feito estudo e posterior pintura de faixa de pedestres na Avenida Caetano Natal Branco, próximo ao primeiro ponto de ônibus, sentido Joaçaba/Luzerna. “A solicitação veio de alunos que usam o ponto de ônibus no local e têm dificuldade de atravessar, contudo, é importante frisar que a implantação de lombada no local depende de estudo de impacto por parte da diretoria de trânsito do município”.

O vereador também solicitou a colocação de uma lombada elevada na Rua Artur Pereira Alves, em frente ao mercado Krone, para garantir maior segurança aos pedestres “A administração anterior prometeu a lombada e até colocou as placas no local, mas a lombada não foi feita. Então fizemos a indicação”, disse ele. Também em Indicação, ele solicita a realização de projeto e posterior pavimentação das Ruas José Firmo Bernardi e Cesar João Omizzolo, localizadas nas proximidades do campus II da Unoesc. “Existe asfalto antes (até o campus II da Unoesc) e depois desse trecho nos novos loteamentos da região, mas tem um trecho pequeno que ainda é estrada de chão e gera transtornos para o crescimento daquela parte da cidade”.

Antonello pediu ainda que a prefeitura faça a recuperação do trecho de asfalto que foi quebrado para possibilitar a passagem de tubulação na Rua Aparício Lemes, no Bairro Monte Belo. Segundo ele, este é um caso típico onde a falta de saneamento básico do município gerou a necessidade de quebrar parte da rua para passar uma tubulação, contudo, a via não foi recuperada e isso tem gerado transtornos para a vizinhança.

Fonte: http://cmj.sc.gov.br/noticias/index/ver/codNoticia/411122/codMapaItem/73757

 

Indicação #22 Rótula na entrada do Bairro Anzolin via Acesso Adolfo Ziguelli

Data prevista da apresentação da indicação: 20/03/2017.
Data em que a indicação foi apresentada: Não será apresentada devido a notícia abaixo onde o Vereador Pastori já afirma que a obra já esta em fase de projeto no poder executivo municipal.

Fonte: http://cmj.sc.gov.br/noticias/index/ver/codNoticia/411412/codMapaItem/73757

Pastori diz que rótula de acesso ao Anzolin será construída

Reivindicação dos moradores do bairro desde que o Acesso Adolfo Ziguelli foi revitalizado, a rótula de acesso ao Bairro Anzolin deverá sim ser construída. Foi o que informou o vereador Almir Pastori (PSDB) em sessão da Câmara do dia 07. Segundo ele, o diretor de Trânsito da prefeitura informou que o levantamento topográfico já foi feito e o projeto já está sendo elaborado. “Reivindiquei muito esta obra na gestão passada, felizmente agora a rótula deverá ser feita, o que vai possibilitar mais segurança para os usuários, sejam eles motoristas ou pedestres”, disse Pastori.

“De graça” e sobrando vagas para Engenharia Mecânica e de Automação no IFC Luzerna

Olá pessoal!

Vou direto ao assunto! Esta SOBRANDO VAGAS GRATUITAS para cursar Engenharia Mecânica e Engenharia de Controle e Automação Industrial no Instituto Federal Catarinense – IFC Campus Luzerna.

Não sei se é por falta de divulgação. Não sei se existem poucos jovens na região dispostos a estudar…

MAS o que sei é que é GRATUITO, de QUALIDADE e NÃO PODE FICAR OCIOSO!

AJUDEM A DIVULGAR POR FAVOR! Compartilhem…

Esta aberto edital para seleção via currículo porque por ENEM, SISU, etc… faltaram candidatos!
COMPARTILHE!

http://noticias.luzerna.ifc.edu.br/2017/02/20/ifc-faz-cadastro-de-reserva-para-cursos-superiores-via-historico-escolar/

 

Iluminação do Acesso Adolfo Ziguelli

Olá Joaçabenses!!!

Fui questionado esta semana sobre  a obra de iluminação do Acesso Adolfo Ziguelli e tenho novidades!

Primeiro, concordo com meu eleitor que perguntou: “Como é que inauguraram a obra sem iluminação?”. Isso realmente é uma grande dúvida… mas tenho certeza que houve uma boa razão na época (ainda bem que eu não era vereador nesse período, então isso não foi culpa minha ok?).

Mas o que importa é a obra pronta, e nesse caso, não foi cumprido o prazo. Temos uma matéria do Eder Luiz (link abaixo) datada de 31 de agosto de 2016 que afirma que a empresa que ganhou a obra tinha 5 dias pra começar e 90 dias pra terminar. Como seu que você leitor sabe fazer contas, tenho certeza que concluiu que hoje, 17 de fevereiro do ano seguinte, a obra precisaria estar terminada. Pois é, não esta… Segundo a reportagem esse prazo venceria em 5 de dezembro mas acho que em dezembro ninguém sentiu falta, aí mudou governo e o problema mudou de mãos na prefeitura.

Hoje tive uma informação valiosa do Secretário de Infraestrutura e Obras, Vilson Sartori, que informou que em poucos dias a obra será finalizada. Foram encontrados problemas no terreno, muitas pedras, a empresa que ganhou a licitação demorou pra resolver MAS em poucos dias teremos o ACESSO INTEIRO ILUMINADO! Obrigado ao Secretário que passou a informação rapidamente sem precisa de um “pedido formal de informações pela câmara” como seria de costume.

E eu, como sempre, sigo a disposição! E bom carnaval a todos!

ps: estou com informações bem legais sobre o carnaval. Divulgarei assim que terminar meus cálculos! 😉

Matéria citada acima esta em: http://www.ederluiz.com.vc/segunda-parte-da-ilumininacao-do-acesso-adolfo-ziguelli-sera-instalada/